Grau

Vidas em Jogo: Desvendando a Importância Vital do Atendimento Pré-Hospitalar em Situações de Urgência

Por: Grau Profissionalizante

16/11/2023

Claramente ninguém que passar por situações de emergência, onde é necessário realizar alguma manobra de primeiros socorros, para salvar a vida da vítima dessa ocorrência. Porém também é importante ter algumas noções básicas do que se fazer, para conseguir manter a vítima estável, até que os profissionais de atendimento pré-hospitalar sejam acionados e cheguem ao local ao qual foram requisitados.

O atendimento pré-hospitalar (APH) é um conjunto de medidas e procedimentos realizados no local de uma emergência ou acidente. O objetivo é fornecer cuidados imediatos e urgentes às vítimas, com o intuito de estabilizá-las e garantir sua sobrevivência até que possam ser transferidos para hospitais ou unidades de saúde e receberem atendimento médico adequado.

Ter noções básicas de primeiros socorros podem ajudar a salvar vidas, antes da chegada dos profissionais de saúde ao local. Por isso, aprender sobre como efetuar essas ações em ocorrência de emergência é de extrema importância. Outro aspecto relevante é a presença de equipamentos e materiais adequados para o atendimento de urgência, como por exemplo, um kit de trauma, que contenha gases, luvas, tesouras, soro, entre outros materiais.

Esses recursos disponíveis durante o atendimento pré-hospitalar podem salvar vidas, pois muitas vezes não há tempo para a obtenção desses recursos durante o transporte do paciente para o hospital.

Durante este atendimento, os profissionais de saúde realizam uma avaliação rápida e direcionada do paciente, identificando as principais queixas e sinais vitais, além de realizar intervenções imediatas para estabilização e controle de danos. Esses profissionais possuem treinamento específico para lidar com diversas situações emergenciais, como administração de medicações, realização de procedimentos invasivos e reanimação cardiopulmonar.

Sabendo um pouco como ocorre uma ação de primeiros socorros, no texto de hoje, vamos destacar a importância do profissional que realiza o atendimento prévio nos locais de acidentes, destacando quais são suas funções, o que é feito nessa ocorrência e como se tornar um profissional da área.

No texto de hoje, você vai encontrar:

Conhecendo o atendimento pré-hospitalar (APH)

Profissionais de atendimento pré-hospitalar.

O atendimento pré-hospitalar tem uma enorme relevância em cenários de urgência, pois representa o primeiro ponto de contato entre o paciente e os profissionais de saúde. Essa fase crítica é crucial para o início do processo de estabilização do paciente e pode fazer a diferença entre a vida e a morte.

Em situações de emergência, como trauma grave, acidentes, infartos ou outras condições médicas, a rapidez e a eficiência do atendimento inicial são fundamentais. O tempo de resposta e as ações tomadas durante esse período crítico podem influenciar diretamente no prognóstico do paciente.

Como dito, estes profissionais realizam uma avaliação rápida da situação do paciente, identificando as principais queixas e sinais vitais, além de realizar intervenções imediatas para estabilização.

Além disso, existe a importância do atendimento pré-hospitalar na comunicação efetiva com a equipe médica do hospital, fornecendo informações detalhadas sobre o estado do paciente e as intervenções realizadas até aquele momento. Essa troca de informações permite que a equipe hospitalar esteja preparada para receber o paciente e continue o tratamento de forma eficaz.

O rápido atendimento, as ações precisas e o uso de recursos adequados podem fazer a diferença no salvamento da vida da vítima. Portanto, investimentos na melhoria e capacitação do atendimento pré-hospitalar são essenciais para garantir uma resposta eficaz e salvar vidas.

Agora que entendemos um pouco mais sobre as ações deste profissional, vamos ver como elas são postas em prática. Siga para o próximo tópico, para saber mais.

7 ações que salvam vidas

socorrista examinando uma paciente na ambulância.

Como vimos, o APH envolve diversas ações que podem ser realizadas por pessoas leigas ou por profissionais treinados, como bombeiros, policiais ou socorristas. Essas medidas são essenciais para salvar vidas e minimizar danos até que a equipe especializada chegue ao local e depois seja encaminhado para unidades de saúde, onde as emergências hospitalares serão tratadas.

Algumas das medidas imediatas de suporte no APH incluem:

  • Avaliação da cena: É importante verificar a segurança do local para evitar riscos adicionais a todos os envolvidos. Identificar a presença de substâncias perigosas, fogo, eletricidade ou outros perigos.
  •  Avaliação das vítimas: É fundamental verificar o estado geral das vítimas e avaliar a gravidade das lesões ou condições médicas. É importante priorizar as ações de acordo com a gravidade e necessidades de cada indivíduo.
  • Controle de sangramento: Em caso de hemorragia, é necessário controlar o sangramento usando técnicas de compressão direta, elevação do membro afetado ou aplicação de torniquetes.
  • Suporte à via aérea: Em casos de obstrução das vias respiratórias, técnicas como a manobra de Heimlich ou desobstrução com acesso à proteção individual são utilizadas para garantir uma via aérea desobstruída.
  • Reanimação cardiopulmonar (RCP): Se uma pessoa está em parada cardiorrespiratória, são aplicadas técnicas de RCP, incluindo compressões torácicas e ventilação boca-a-boca, até que a ajuda especializada chegue.
  • Imobilização de fraturas: Quando há suspeita de fraturas, os socorristas realizam imobilização com talas ou materiais encontrados no local para evitar danos adicionais.
  • Transporte adequado: Dependendo da gravidade das lesões, é necessário garantir um transporte seguro e adequado, seja por veículo particular, ambulância ou helicóptero de resgate.

A rapidez também é um fator determinante no atendimento pré-hospitalar, pois a eficiência e agilidade das ações realizadas nesse momento podem fazer a diferença. O tempo é um recurso crucial quando se trata de salvar vidas, especialmente em casos de emergência médica, onde cada segundo é precioso.

Quanto mais rápido os serviços de emergência chegam ao local do incidente, maior é a chance de estabilizar o paciente e iniciar o tratamento adequado.

É importante ressaltar que o APH é realizado de acordo com protocolos específicos e técnicas padronizadas, sendo imprescindível um treinamento adequado para a execução dessas medidas. O objetivo do atendimento pré-hospitalar é fornecer cuidados imediatos às vítimas, aumentando suas chances de sobrevivência e recuperação até que possam receber atendimento médico especializado em um ambiente hospitalar.

Qualificação profissional para atuar na área

jovem médico olhando pela janela.

Profissionais treinados e capacitados são de extrema importância para lidar com situações de urgência, desde paramédicos até socorristas. Eles desempenham um papel fundamental no atendimento primário de emergências médicas e desastres, proporcionando cuidados imediatos e salvando vidas.

A formação adequada desses profissionais envolve não apenas conhecimento teórico, mas também habilidades práticas necessárias para atuar efetivamente em situações de alto estresse e complexidade. Esses profissionais precisam ter um conhecimento profundo de anatomia, fisiologia e patologia, bem como entender as técnicas e procedimentos adequados para atender às diversas emergências que podem surgir.

O curso de APH ensino seus alunos a desenvolverem atividades operacionais, para atuarem em situações emergenciais em que se necessite de primeiros socorros, visando, sobre tudo, a preservar a vida.

Os estudantes aprendem na prática, a como realizar atendimentos emergenciais em ambiente extra-hospitalar (fora do hospital), destinado às vítimas de trauma, como acidentes de trânsito, industriais ou aéreos, como também a lidar com mal súbito, emergências cardiológicas e neurológicas, distúrbios psiquiátricos visando a sua estabilização clínica e remoção para uma unidade hospitalar adequada

Com a sua formação, este profissional após finalizar seu Curso Profissionalizante na área, pode atuar em praticamente todos os setores: indústrias, shoppings, condomínios, estádios ou locais de eventos, além de parques e áreas de conservação, entre outros. Terá como média salarial R$ 2.593,00.

No texto de hoje, destacamos como o profissional de APH atua nas situações de emergência, porém você também pode realizar algumas manobras, que ajudam no salvamento até chegada dos profissionais.

Quer entender um pouco mais sobre primeiros socorros e como ajudar nesses casos? Temos um conteúdo sobre o assunto aqui no blog, basta clicar aqui e acessá-lo.